CARICATURAS AO VIVO - ZEL HUMOR . O MELHOR DA CARICATURA EM SUA FESTA ...

CARICATURAS AO VIVO - ZEL HUMOR . O MELHOR DA CARICATURA EM SUA FESTA ...
CLIQUE NA IMAGEM É SAIBA MAIS ...

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

A Máfia da Doença: “A quimioterapia mata mais do que o câncer”. Denúncia médica!

A Máfia da Doença: “A quimioterapia mata mais do que o câncer”. Denúncia médica!

21/05/2015 -
indc3bastria-farmacc3aautica
“A quimioterapia mata mais do que o câncer” - Denúncia Médica
Se você se assustou com o título deste artigo certamente vai se impressionar ainda mais com o relato que vou fazer. O momento é propício para a reflexão, sem generalizar ou tentar buscar respostas fáceis, sobre uma verdadeira máfia da doença.Hoje minha intenção é fazer você refletir. Vou falar sobre a verdade do sistema farmacêutico no Brasil, onde profissionais ganham comissões, viagens, jantares e congressos, tudo para que simplesmente prescrevam medicamentos à população. Sem dúvida alguma esta é uma das reportagens mais assustadoras que você verá em termos de saúde, sobre uma verdadeira máfia da doença.
Esta é uma história verídica que presenciei e vou, com toda certeza, fazê-los pensar muito.Vou resumi-la para que vocês entendam o recado diretamente:
Gustavo (nome fictício) descobriu que era portador de um tumor de reto (câncer de intestino) há alguns meses.
Estava bem, mas com única queixa de sangramento ao evacuar. Desespero familiar e pessoal, primeiro caso na família, homem jovem (50 anos), de hábitos de vida e alimentação saudáveis. Foi levado aos especialistas conhecidos como “professores”, “PhDs” na cidade do Rio de Janeiro e a decisão foi tomada: apesar de não haverem evidências de metástase, ele entraria no protocolo da Quimioterapia seguida de Radioterapia e depois seria submetido a cirurgia curativa.
Como ele tem médicos na família, a decisão teve forte apoio familiar e confiança total no protocolo indicado. Em seu caso, indicaram uma Quimioterapia nova, com doses orais e um tratamento particular.
Naquele “jogo” habitual de um médico mandando pro outro para estabelecerem um tratamento “ideal”, o tratamento foi iniciado.
 
Lembro como se fosse hoje, de ter passado algumas noites pensando sobre o que eu poderia fazer para ajudá-lo, já que toda estrutura da minha Clínica fica em Porto Alegre e que, mesmo assim, muito do que eu aconselharia, poderia trazer sérios problemas sociais de minha opinião, com a opinião mais ortodoxa dos familiares médicos.Passei dias pensando na frase que ouvira não só de um de meus maiores mestres, Dr. Lair Ribeiro, bem como da boca de outros muitos cientistas desvinculados às indústrias farmacêuticas: “Grande parte dos pacientes com Câncer não morrem do câncer, mas sim das Quimioterapias”.
Decidi ir até ele, e ainda no primeiro dia de seu tratamento fui claro e objetivo. Disse-lhe que se fosse Eu, em seu caso, sem metástases, não faria Quimioterapia.
O motivo é longo, mas fundamentalmente baseado no fato de que ninguém sabe o que pode acontecer de efeitos colaterais com estes venenos. Se fosse realizada somente a Radioterapia na busca de diminuir o Tumor e, posteriormente uma Cirurgia para removê-lo, com toda certeza a segurança era muito alta de resolução do problema.
Portanto, Quimioterapia para que? Para talvez uma possibilidade de, no futuro, não ter recidiva? E como acreditar nisso, se nunca comparamos os indivíduos com eles mesmos para saber se realmente vale a pena ou não nestes casos? Vejam bem, estou falando sobre um caso isolado, pois em outros tipos de tumores, as abordagens podem ser diferentes e mesmo minha opinião sobre Quimioterapia pode ser positiva.
Mas isso me motivou a pesquisar, pesquisar e ver que por coincidência, a única classe de medicamentos NO MUNDO que até hoje nunca precisou ser comparada a placebo (pílula de farinha ou açúcar), foram os Quimioterápicos.
Muito estranho, pois a resposta da indústria farmacêutica é que esta doença é muito importante, que não há espaço para se comparar com placebo.
Então, resumindo:
  • Nunca testamos a diferença das quimioterapias em termos de recidiva, com tratamento placebo!
  • Milhares de pessoas morrem por efeitos adversos destes venenos!
  • Se realizar a cirurgia estaremos “nos livrando” do problema!
  • Só Deus sabe se no futuro haverá recidiva (existem muitos detalhes aqui a serem ditos)!
Bom, não tinha como eu não ir lá e falar com aquele homem, colocar pra fora a angústia que me prendia ao conhecimento que tinha comigo. Ao mesmo tempo sabia que seria somente uma voz, que apesar de ter muita confiança por parte dele, não transcenderia a opinião daqueles super especialistas. E na verdade, inclusive quando fui até o Dr. Lair Ribeiro para pedir-lhe opinião, fui aconselhado a não interferir, por diversos motivos.A evolução do tratamento passou a ser drástica e triste, pois já no quarto dia da quimioterapia o homem estava em uma situação absolutamente debilitada, nem parecia mais aquele homem enérgico e com toda vida que conhecera e já aproximadamente no sétimo dia ele teve que ser internado em um hospital de médio porte.
A situação se agravou, a CTI daquele hospital não tinha condições para atendê-lo quando o quadro evoluiu para insuficiência respiratória, e graças então ao familiar, depois de muita luta para tentar conseguir uma vaga em um hospital que pudesse mantê-lo vivo, a transferência foi feita.
Situação de tristeza familiar, transtorno para toda aquela família que teve que se deslocar ao Rio de Janeiro para lutar junto daquele homem diariamente, desestabilização financeira, psicológica, enfim aquela história que não desejamos nem aos nossos piores inimigos (para quem os tem).
Os efeitos da Quimioterapia mantiveram-no em coma por quase 3 meses e, coincidentemente, no leito ao lado (em um dos melhores e mais bem equipados hospitais do Rio de Janeiro), também estava uma pessoa em coma devido a efeitos colaterais de quimioterápicos.
Luta comoção. Eu mesmo visitei-o frequentemente e fiz questão de encostar-se a ele e incentivar todo familiar que fizesse a higiene adequada e também o fizesse, ao contrário de todos os “avisos” dizendo para encostar o mínimo possível no paciente pelo risco de infecção.
Mas pedi que todos tivessem somente pensamentos positivos, concentrassem suas energias em coisas boas e nunca em tristeza e piedade por aquela situação.
 Quem chegasse ao lado dele, apesar da cena assustadora inclusive para médicos, com a pele completamente alterada e parecendo queimada, sem cabelos, emagrecimento com edema generalizado e todos os aparelhos possíveis, tinha que sorrir, conversar com ele em tom firme, ter certeza de que melhoraria e passando através das mãos sobre qualquer parte de seu corpo, um feixe de energia potente, de luz amarelo ou dourado brilhante (baseado em conceitos CROMOTERÁPICOS milenares).
 
Bem, mas passados 3 meses ele saiu do coma, indo contra qualquer opinião médica possível, pois todos eram enfáticos em dizer que as chances eram mínimas (e eu como médico sei que estavam ali falando exatamente a verdade dos fatos).Saído do coma foi para o leito e, após mais 1 mês recuperando-se, conseguiu sair do Hospital, porém com o seu foco do problema (o Câncer), absolutamente em segundo ou último plano.
O objetivo durante toda internação, foi salvar a sua vida dos efeitos da Quimioterapia e só. E a partir do momento em que se iniciou o quadro dos efeitos maléficos, vocês sabem quantas vezes aquele médico professor PhD e super especialista que indicou o tratamento, se pronunciou ou ao menos foi até o hospital ver o que havia acontecido e explicar o porque? NENHUMA!
Parece brincadeira, mas não é! O trabalho daquele profissional foi simplesmente indicar uma droga (sabe-se lá com quais reais motivos) e lavar as mãos para o que poderia ou não acontecer, afinal de contas, ele estaria protegido pelo Protocolo.
Todos prescreveriam algum quimioterápico, pois faz parte do protocolo de tratamento. Mas vocês querem saber o que eu peso? Desculpem-me a expressão, mas “que se dane o protocolo”, não estamos tratando robôs nem animais irracionais! Lidar com pessoas, necessita individualização de condutas, personalização de opções terapêuticas e análise criteriosa de riscos X benefícios.
 
Máfia da Doença: médicos que podem matar pacientes
Se este tipo de conduta pode levar o paciente à morte sem nenhuma garantia de que no futuro irá de fato evitar uma recidiva, ao passo que o outro tratará diretamente o problema, o mínimo desejável e esperado é que as coisas sejam esclarecidas com paciente e família.O mínimo é honestidade, ponderação, humanização. E depois do problema, simplesmente dizer que ele caiu na estatística e que poderia acontecer, e que a culpa é do câncer? Nem se quer ir até o Hospital e a família ser obrigada a contratar, em caráter obrigatório e particular, um médico que possa acompanhar e tentar resolver a situação dentro do CTI, se tornando o médico responsável? Parece piada, sinceramente!
Sim, revolta, mesmo eu sendo médico, sabendo que a maioria dos médicos não compactua com estas atitudes, mas também sabendo que, como os próprios familiares médicos fizeram, acabamos acreditando que era realmente a única e correta opção, pois aprendemos nas universidades que os protocolos devem ser seguidos independentes do caso e atrás disto, nos escondemos e eximimos da responsabilidade da consciência pessoal literalmente.
E esperem aí, porque a história ainda não terminou! Um dos efeitos colaterais dos quimioterápicos foi uma queimadura extensa também a nível interno das mucosas e o esôfago estenosou (fechou, colou). Resultado disto: alimentos não passam mais pelo trato digestores e ele está sendo obrigado a se alimentar por uma sonda colocada através da pele diretamente no estômago todos os dias, mesmo após 3 meses fora do Hospital.
(Neste período ele está se recuperando, que fique claro, não do câncer, mas da quimioterapia), se alimentando por sonda, ou seja, necessita sempre de ajuda para o preparo, caminhando agora com muletas, pois passou boa parte do tempo sem conseguir firmar as pernas devido a uma grande perda de massa muscular e, enfim, buscando estar recuperado para a próxima etapa.
A situação atual é que ele retomou somente a radioterapia para tentar desta vez diminuir o Tumor, depois será submetido a uma cirurgia para removê-lo, depois recuperação e, por último, a parte mais delicada e perigosa: tentativa de reconstrução do trânsito digestivo através de uma complicada cirurgia.
 
Mas vamos aos fatos e deixem-me tentar respirar profundamente, secar meus olhos cheios de lágrimas, e pontuar o objetivo deste meu post: será realmente que estamos no caminho correto? É esta A MEDICINA AVANÇADA que temos em pleno 2014? Como confiar neste tipo de abordagem? Quais são os interesses que estão movendo parte de nossa ciência?As questões são inúmeras, eu tenho boa parte das respostas e você deve tentar construir as suas, pois já lhes dei aqui muita informação para fazê-lo.
Gostaria de lembrar que NUNCA tenho objetivo de generalizar uma comunidade inteira de médicos, nem mesmo das especialidades.
A você, que está lendo este post, agradeço por fazer parte de uma corrente em busca de mudanças. Agradeço o interesse pela saúde e peço que compartilhe, principalmente as reportagens, pois precisamos acordar para uma realidade diferente. É injusto generalizarmos classes, porém se quisermos justiça devemos fazer a nossa parte para atingi-la.
Esta ligação tão próxima de indústrias farmacêuticas com médicos, os pagamentos de comissões, aquele programa “ROPP” que contabiliza, identifica e recompensa os profissionais que mais receitam um ou outro fármaco, que paga congressos, jantares, reformas e enchem os consultórios médicos de representantes com suas AMOSTRAS “grátis” não são o caminho correto e todos nós sabemos disto.

POR: http://verdademundial.com.br

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

OUTUBRO ROSA - CAPA DO BATMAN - HUMOR


DESINAUGURAÇÃO DO BANHEIRO PÚBLICO - ARRAIAL DO CABO

ENQUANTO ISSO EM ARRAIAL DO CABO-RJ , ACONTECE DESINAUGURAÇÃO DO BANHEIRO PÚBLICO.
Li a noticia no blog Cartão vermelho e me espantei com o fato. 
Eu achava uma besteira fazer festa para inaugurar banheiro, mas com a falta dele o povo passar aperto literalmente falando. Idosos e crianças que não tem poder sobre seu esfincteres nem se fala. Vamos ficar atentos as próximas "desinaugurações" da Prefeitura de Arraial do Cabo.

terça-feira, 10 de março de 2015

Salineira com a Comunidade - BAIRRO ITAJURU


Atenção, moradores do BAIRRO ITAJURU.
Salineira com a Comunidade, no próximo sábado (14), a partir das 10 horas da manhã, no Ginásio Poliesportivo Alfredo Barreto. 
Participem!


terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Praia do Peró e suas areias douradas - Cabo Frio


Praia do Peró e suas areias douradas
A Praia do Peró é point de encontro para a prática de vários esportes, como surf e windsurf

Cabo Frio possui diversos pontos de beleza natural ímpar que ainda precisam ser explorados e desfrutados por moradores e turistas. Cada recanto da cidade tem um pouco da história da cidade, que neste ano completa 400 anos de fundação.
 Frequentada por famílias e adeptos dos esportes náuticos, a Praia do Peró, com suas  águas calmas, é ponto de encontro dos pescadores de arremesso, que lá encontram anchovas, tainhas e badejos. Com sete quilômetros de extensão litorânea, a Praia do Peró caracteriza-se pelos quiosques à beira mar, nos quais se podem provar deliciosos peixes e frutos do mar. Na alta estação, o aluguel de caiaques é marco forte na praia.
 Sua paisagem é marcada por grandes extensões de dunas formadas por areia dourada e fina, que se modificam de acordo com o sentido dos ventos. É caracterizado ainda pelas dunas de areias finas, encontradas principalmente em seu extremo esquerdo: as Dunas do Peró.
 É point para a prática de vários esportes, dentre eles o surf e windsurf, com as águas mais quentes da região, faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA) Pau Brasil.
 O prefeito Alair Corrêa afirma  que viver nesta cidade é sentir-se dentro de um inesgotável tempo de alegria e paz

– Conhecer Cabo Frio é viver a história e se apaixonar pelas belezas naturais dessa cidade – disse.

Texto: Marianne Rodrigues
Fotos: Divulgação

A CASSAÇÃO DO PREFEITO DE BÚZIOS E O SILÊNCIO DA GLOBO- Jornal Primeira Hora

A CASSAÇÃO DO PREFEITO DE BÚZIOS E O SILÊNCIO DA GLOBO
Embora tenha sido divulgada numa das edições do noticiário da Globo News (somente para assinantes), levada ao ar no início da noite de ontem, a notícia de cassação e perda de mandato eleitoral por crimes de improbidade e (i) responsabilidade fiscal, não ganharam espaço no noticiário do Jornal Nacional, tão pouco no Jornal da Globo, ambos exibidos na TV aberta.
Mesmo tratamento (total desinteresse pela noticia de afastamento do prefeito de Búzios) foi dado na edição impressa do Jornal 'O Globo' que não dedicou uma linha sequer a sentença prolatada pelo juiz da Segunda Vara da Comarca de Armação dos Búzios.
Cobrada em diversas ocasiões por eleitores e moradores da cidade considerada um dos principais destinos turísticos nacionais, o grupo que controla o departamento de notícias das Organizações Globo parece não ter o menor interesse em noticiar as irregularidades praticadas pelo prefeito André Granado. Ao contrário; recentemente este mesmo grupo de comunicação exibiu em rede nacional uma reportagem sobre reuso de água de esgoto, e mostrou uma Búzios de mentira que, segundo a emissora, oferece a seus moradores um sistema de tratamento de esgotos capaz de devolver ao meio ambiente resíduos líquidos próprios para a ingestão humana. Ilustrando a fantasiosa reportagem a 'Globo' mostrou o prefeito de Búzios, André Granado bebendo um copo, supostamente preenchido por um líquido que teria saído de uma estação de tratamento, supostamente localizada em Búzios.
Para a população local o descaso da emissora, e do jornal O Globo, para com as irregularidades praticadas pelo prefeito André, poderia sinalizar a existência de uma robusta relação comercial firmada entre a Globo e o governo local, com objetivo (dentre outros) de manter longe do noticiário nacional as denuncias sobre os supostos crimes praticados pela atual administração contra os cofres públicos da, ainda, charmosa cidade, e as inúmeras ações em curso na Justiça, contra o prefeito André Granado.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Charitas: museu de artes faz parte dos 400 anos de Cabo Frio


Charitas: museu de artes faz parte dos 400 anos de Cabo Frio

Antigo orfanato hoje oferece exposições de artes plásticas e fotográficas

O prédio onde hoje funciona a Casa de Cultura de Cabo Frio guarda em suas amplas salas muita história. Já foi orfanato, abrigo nos tempos da Segunda Guerra Mundial, fórum, biblioteca municipal e sede da Secretaria Municipal de Cultura.

Uma história que começou em 1837, quando a casa foi construída e denominada Charitas (pronuncia-se Káritas), ou Casa de Caridade. Nessa época, as crianças eram abandonadas, para evitar que esses bebês, na sua maioria filhos de escravos e índios, tivessem um destino incerto, surgiu o Charitas.

- Com seus 400 anos de fundação, que serão completados em novembro deste ano, Cabo Frio tem uma historia muito ampla. Depois de todo o desenvolvimento que a cidade passou e alguns pontos fazem parte e referência dessa história. Como a Casa de Cultura José Dome, que foi um antigo orfanato e hoje oferece uma gama de eventos e exposições – disse o secretário de Cultura, José Facury.

Atualmente, o Charitas abriga a exposição permanente do acervo de José de Dome, artista plástico reconhecido internacionalmente e que viveu muitos anos na cidade. A casa é um espaço dinâmico, promovendo constantemente seminários, oficinas, palestras e apresentações de música, dança e teatro.  Conta também com aulas de piano, inglês e desenho, dentre outras, oferecidas a preços populares.

O museu começa esse ano com uma extensa programação. O espaço expõe as mostras dos artistas plásticos Jair Guerra e Ricardo de Magalhães até o dia 7 de fevereiro. São ao todo 34 telas expostas dos dois artistas.

Uma média de 60 visitantes passa pelo local diariamente, número que salta para 200 na alta temporada. O Charitas fica na Avenida Assunção, no Centro da cidade, e está aberto à visitação de segunda a sexta, das 8h às 20h. Aos sábados, domingos e feriados o horário de funcionamento é das 14h às 20h.

Texto: Flávia Lira
Foto: Divulgação

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

ROTEIRO DOS BLOCOS CABO FRIO - "Carnaval Quatrocentão"


"Carnaval Quatrocentão": divulgado o roteiro dos blocos
ABACCAF divulgou roteiro oficial dos blocos de arrastão e mapa da folia. Arena dos Blocos, na Praia do Forte, está mantida, e será principal ponto de concentração.



 Faltando três semanas para o Carnaval, a Associação de Blocos e Atividades Carnavalescas de Cabo Frio (ABACCAF) divulgou, na terça-feira, o roteiro oficial dos 52 blocos que desfilam nos diversos bairros de Cabo Frio. A festa começa antes mesmo da abertura oficial do Carnaval, com o desfile do Bloco da Educação Física, já no dia 7 de fevereiro, um sábado antes do Carnaval.
   Serão instalados pela Prefeitura de Cabo Frio portais dos blocos na Avenida Litorânea, nas proximidades da Praça Verde do Guta e em Tamoios, em frente ao Ginásio Poliesportivo. Também foi confirmada a montagem da “Arena dos Blocos”, que pelo terceiro ano seguido, fica ao lado da Duna Boa Vista (conhecida como “Duna Preta”) na avenida do Contorno, e servirá como uma espécie de “concentração” para os foliões, com o intuito de facilitar, não só a folia, como também o trânsito na cidade.
   A Arena consiste em um espaço coberto, servindo como espaço de concentração de grande parte dos blocos que desfilam na Praia do Forte e terá os mesmos moldes de um “Camarote VIP” montado nos grandes festivais de música, com estrutura de bares, banheiros e segurança, além de atrações musicais.
     Boa parte dos blocos desfila pela orla da Praia do Forte saindo da Arena e chegando ao Portal. Haverá, ainda, alguns blocos que desfilarão no sentido oposto. Em Tamoios, os blocos se concentrarão no portal no sábado e na terça de Carnaval (dias 14 e 17/2, respectivamente).
 Roteiro dos blocos
   E não é só o centro da cidade que terá blocos de arrastão. Na Gamboa, em São Cristóvão, no Peró, na Praia do Siqueira, no Foguete, no Manoel Corrêa, no Jardim Caiçara e no Jardim Esperança haverá desfiles – sendo que em alguns casos, os blocos concentram, mas não saem.
 Alguns blocos não fazem o trajeto integral pela Praia do Forte. É o caso do tradicionalíssimo Parókia, que se concentra nas proximidades do quartel do Corpo de Bombeiros, no domingo e na  terça-feira de Carnaval, e, ao som das marchinhas, desfila pelas principais ruas do centro da cidade, reunindo foliões que preferem o carnaval em um clima mais familiar.
A programação de blocos de arrastão em Cabo Frio só termina no domingo subsequente ao carnaval, dia 22 de fevereiro, com o desfile do bloco “Os Atrazados”.


O roteiro dos blocos em Cabo Frio é o seguinte:


7/2 – sábado
Bloco da Educação Física – Concentração às 16h no Portal dos Blocos. Saída às 17h, seguindo pela Avenida Litorânea

13/2 – sexta-feira
A Moda C – concentração às 8h no Canto do Forte (o bloco concentra, mas não sai).

Amigos para Sempre – Concentração às 14h na Rua Marcílio Dias, no Jardim Caiçara (o bloco concentra, mas não sai)

Costela – concentração às 17h  em frente ao Bar da Costela, na Av. 13 de Novembro, seguindo em direção à Avenida do Contorno e retornando pela Rua Ismar Gomes de Azevedo. Saída às 20h, término às 22h.

Falange – concentração às 17h na Rua Grécia, ao lado do Banco Itaú de São Cristóvão. Saída às 21h com destino à Avenida Joaquim Nogueira, retornando à Rua Grécia. Término às 23h

A Arca – concentração às 20h na Praça Major Terra, na Gamboa. Saída às 22h em direção à rua Jorge Veiga, passando pela rua José Rodrigues Póvoas e retornando à praça Major Terra.

Latinha – concentração às 20h30 na Arena dos Blocos. Saída às 22h em direção à Av. Litorânea (Portal dos Blocos). Término às 23h

14/2 – sábado de Carnaval
Amigos para Sempre – Concentração às 14h na Rua Marcílio Dias, no Jardim Caiçara (o bloco concentra, mas não sai)

Boi Cabrunco – Concentração às 14h na praça do Manoel Corrêa. Saída às 17h, desfilando pelo bairro. Término às 19h.

Nova Prime Folia – Concentração às 16h no Portal dos Blocos. Saída às 19h em direção à orla da Praia do Forte (Arena dos Blocos). Término às 22h.

Vem Para o Arrebenta – Concentração às 16h na Avenida Ézio Cardoso da Fonseca, no Jardim Esperança. Saída às 17h, desfilando pela avenida. Término às 19h

NUCEP – Concentração às 17h na Rua Luis Feliciano Cardoso, na Praia do Siqueira. Saída às 19h com desfile no bairro, terminando no Portal Solidário do bairro. Término às 21h.

União do Arrastão – Concentração às 17h na Praça Major Terra, na Gamboa. Saída às 20h, com desfile pelo bairro.

Evidence – Concentração às 18h na Arena dos Blocos. Saída às 20h em direção à Avenida Litorânea (Portal dos Blocos). Término às 22h.

Alcoolância – Concentração às 18h na Av. Expedicionários da Pátria, 990. Saída às 20h, em direção à Avenida Joaquim Nogueira, passa pelo Braga, vai até a Orla da Praia do Forte e retorna a São Cristóvão.

Que Merda é Essa? – Concentração às 18h na travessa Fernandes, esquina com rua Major Belegard. Saída às 21h em direção à Avenida Nossa Senhora da Assunção, com destino à Avenida 13 de Novembro até o Bar da Costela – esquina com rua Jorge Lóssio. Término às 23h

Azul e Branco – Concentração às 18h30 no na Praça Alfredo Castro, em São Cristóvão. Saída às 20h, em direção à Avenida Joaquim Nogueira, retornando à Praça de São Cristóvão.

Empurrando com a Barriga – concentração às 22h na Rua Expedicionários da Pátria, em São Cristóvão (o bloco concentra, mas não sai)

15/2 – domingo de Carnaval

Parókia – Concentração às 12h na Rua Jorge Lóssio, esquina com Avenida Nilo Peçanha. Saída às 15h. Término às 18h.

Gaivotas das Dunas – Concentração às 12h30 na Rua das Dunas, no Foguete. Saída às 14h30 em direção ao trecho da praia. Término às 16h30

Boi da Barra – Concentração às 13h, na Avenida Almirante Barroso, em frente ao Bar do Edu, no Canto do Forte. Saída às 16h em direção à Avenida do Contorno, terminando o desfile no Portal dos Blocos. Término às 17h

Amigos para Sempre – Concentração ás 14h na Rua Marcílio Dias, no Jardim Caiçara (o bloco concentra, mas não sai)

Acadêmicos de Cabo Frio – Concentração às 16h no Portal dos Blocos. Saída às 18h, em direção à orla da Praia do Forte, encerrando o desfile na Arena dos Blocos. Término às 20h.

Bloco das Damas – Concentração às 16h na Arena dos Blocos. Saída às 18h, em direção à Avenida Litorânea (Portal dos Blocos).

A Tocha – Concentração às 16h no Portal dos Blocos em Tamoios, em frente ao Ginásio Poliesportivo João Augusto. Saída às 18h pelas imediações.

Cacique de Tamoios – Concentração às 16h no Portal dos Blocos em Tamoios, em frente ao Ginásio Poliesportivo João Augusto. Saída às 18h pelas imediações.

Sem Barreira – Concentração às 16h30 na Rua Japão, no Jardim Caiçara. Saída às 17h30, em direção à Rua França, retornando ao ponto de concentração. Término às 20h.

Risco da Praia – Concentração às 17h na Avenida Luis Feliciano Cardoso, na Praia do Siqueira. Saída às 18h, com desfile pelo bairro e término no Portal Solidário do bairro às 20h.

Vermelho e Preto – Concentração às 17h na quadra de esportes da Praça Alfredo Castro, em São Cristóvão. Saída às 21h (logo após a missa na Igreja de São Cristóvão), em direção às proximidades da praça. Término às 23h

Perocão – Concentração às 17h30 na Avenida dos Namorados, na esquina com a Avenida dos Pescadores, em frente à Praia do Peró. Saída às 19h30 em direção à Avenida dos Pescadores, com término do desfile na Rua do Moinho. Término às 21h30.

Jacuba – Concentração às 19h na rua Coronel Mário Quintanilha, na Vila Nova. Saída às 20h, em direção à rua Jorge Lóssio, com retorno ao ponto de concentração. Término às 22h.

Afoxé Ilê Obá – Concentração às 19h na Avenida Ézio Cardoso da Fonseca, no Jardim Esperança. Saída às 20h, com desfile na mesma avenida. Término às 22h.

16/2 – segunda-feira de Carnaval
Celebridade da Folia – Concentração às 11h na quadra de esportes da Praça do Itajuru. Saída às 14h em direção à Avenida 13 de Novembro, finalizando o desfile no Portal dos Blocos. Término às 16h.

Amigos para Sempre – Concentração ás 15h na Rua Marcílio Dias, no Jardim Caiçara (o bloco concentra, mas não sai)

Zoeira – Concentração às 15h na Rua Alex Novelino, na Vila Nova. Saída às 17h em direção à rua Jorge Lóssio, finalizando o desfile na Arena dos Blocos. Término às 19h.

Oh! Sorte – Concentração às 15h na Arena dos Blocos. Saída às 21h em direção à Avenida Litorânea. Término às 20h.

Tá Doido! – Concentração às 15h na Rua Lourival F. Oliveira. Saída às 17h, seguindo pela Avenida Ézio Cardoso da Fonseca.

Isso É Sacanagem – Concentração às 16h no Portal dos Blocos em Tamoios, em frente ao Ginásio Poliesportivo João Augusto. Saída às 18h pelas imediações.

Melhor Idade de Tamoios – Concentração às 16h no Portal dos Blocos em Tamoios, em frente ao Ginásio Poliesportivo João Augusto. Saída às 18h pelas imediações.

Peroíso – Concentração às 17h30 na Rua do Moinho, no Peró. Saída às 21h em direção à orla da Praia do Peró, indo até o Portal dos Blocos na Praça do Moinho. Término às 23h30.

Acadêmicos da Praia do Siqueira – Concentração às 17h na Avenida Irmã Josefina da Veiga, na Praia do Siqueira. Saída às 18h com desfile pelo bairro. Término às 20h.

Alcoolância – Concentração às 18h na Arena dos Blocos. Saída às 20h em direção à Avenida Litorânea (Portal dos Blocos). Término às 21h.

Costela – concentração às 17h em frente ao Bar da Costela, na Av. 13 de Novembro. Saída às 20h, seguindo em direção à Avenida do Contorno e retornando pela Rua Ismar Gomes de Azevedo. Término às 22h.

Deixa Arder – Concentração às 18h na Rua Fagundes Varella, em São Cristóvão. Saída às 20h em direção à rua Expedicionários da Pátria, com encerramento no Portal Solidário do bairro. Término às 22h

Carnagay – Concentração às 20h30 na Avenida do Contorno, em frente ao Quiosque Bambu. Saída às 22h, em direção à Orla da Praia do Forte, encerrando o desfile em frente à Duna Boa Vista. Término às 23h.

17/2 – terça-feira de Carnaval
Encosta que Ele Cresce – Concentração às 11h, na Rua da Luz, no Braga. Saída às 13h em direção à Avenida Vereador Antônio Ferreira dos Santos, no Braga.

Parókia – Concentração ao meio-dia na Rua Jorge Lóssio, esquina com Avenida Nilo Peçanha. Saída às 15h.

Bomba – Concentração ao meio-dia na quadra de esportes da Praça do Itajuru. Saída às 14h em direção à Avenida 13 de Novembro, finalizando o desfile no Portal dos Blocos. Término às 17h.

Boi da Barra – Concentração às 13h, na Avenida Almirante Barroso, em frente ao Bar do Edu, no Canto do Forte. Saída às 16h em direção à Avenida do Contorno, terminando na Concentração. Término às 18h.

Amigos para Sempre – Concentração ás 14h na Rua Marcílio Dias, no Jardim Caiçara (o bloco concentra, mas não sai)

Na Hora H – Concentração às 15h na Rua Recife. Saída às 16h em direção à orla da Praia das Palmeiras. Término às 18h

Família É Mole, Mas é Meu – Concentração às 16h no Portal dos Blocos. Saída às 18h desfilando pela orla da Praia do Forte em direção à Arena dos Blocos. Término às 20h

Risco da Praia – Concentração às 17h na Avenida Luis Feliciano Cardoso, na Praia do Siqueira. Saída às 19h, com desfile pelo bairro, encerrando no Portal Solidário do bairro. Término às 21h.

Safado é o Cara – concentração às 17h na quadra de esportes da Praça da Vila Nova. Saída às 20h em direção ao Portal dos Blocos. Término às 21h.

Rala Ovo – Concentração às 17h, em frente ao São Cristóvão Futebol Clube. Saída às 20h, desfilando pelas redondezas do clube, encerrando no Portal Solidário do bairro. Término às 22h

Bloco das Damas – Concentração às 16h na Arena dos Blocos. Saída às 20h, em direção à Avenida Litorânea (Portal Solidário). Término às 22h.

18/2 – quarta-feira de Cinzas
Rabo de Foguete – Concentração às 15h na Rua da Restinga, no Foguete. Saída às 16h, desfilando pelo bairro. Término às 18h.

Quem Manda é o Cara – Concentração às 16h na Rua José Paes de Abreu. Saída às 17h em direção ao Portal dos Blocos. Término às 19h.

Os Piratas – Concentração às 17h na quadra de esportes da Praça da Passagem. Saída às 19h, desfilando pelas ruas do bairro. Término às 21h.

Evidence – Concentração às 18h na Arena dos Blocos. Saída às 20h em direção à Avenida Litorânea. Término às 22h.

21/2 – sábado

Quero Mais – concentração às 14h na Arena dos Blocos. Saída às 19h em direção ao Portal dos Blocos. Término às 22h.

22/2 – domingo

Bloco da Latinha – concentração às 10h na Arena dos Blocos. Saída às 11h em direção ao Portal dos Blocos. Término às 15h.

Os Atrazados – concentração às 18h na rua Maestro Brás F. Guimarães, no Morubá. Saída às 18h, em direção ao Portal dos Blocos, retornando até o ponto de concentração. Término às 20h.

Texto: Anderson Lopes
Fotos: Cristiano Conrado | Arquivo